sábado, 28 de abril de 2012

Terrário

     "Quando penso em terrário, logo imagino algo super úmido e com musgos, nem pensei que suculentas pudessem sobreviver nesse tipo de arranjo, mas então me dei conta que terrários abertos podem ser excelentes para elas, e me deparei com um mundo de possibilidades. Todo tipo de pote de vidro pode ser utilizado, contanto que seja aberto e que tenha as horas necessárias de sol, veja a seguir algumas ideias". 









Muito legal esse terrário, gosto muito do acabamento com musgo. 
Rochas, pedras, areia, musgo... tudo pode ser utilizado como nos terrários comuns, a ordem é criar um ambiente que se assemelhe ao natural. 
Genial, note a abertura na parte superior. 
Mais variedades na montagem das camadas, mas o processo é basicamente o mesmo.
Canequinhas dentro de uma "estufa", as suculentas escolhidas aqui (gasterias e haworthias) são indicadas para ambientes internos e não gostam de luz solar direta, porém necessitam de muita claridade. 
Diferentes tipo de vidros abertos.
Terrários de cactus são muito mais secos e a areia é utilizada em abundância.
Temático.
Linda combinação.
Lâmpada.
Temático.
Temático, os terrários de cactos inspiram um ar velho oeste.
Todo tipo pote de vidro pode ser um terrário.
Detalhes.
Muito criativa a ideia do aquário.
Deve dar muito menos trabalho pra limpar!
Decoração moderna e sofisticada.
Diferentes acabamentos.
Ideia criativa para esse bule!
Diferentes tipos de pedras.
Areia colorida no acabamento.
Mais areia colorida.
Lithops em terrário.
Luminária/terrário, talvez se a escolha da lâmpada for adequada, acredito que essa combinação pode dar certo.

 Passo a passo:


1- Separe as suculentas compatíveis com o tamanho do vidro escolhido;

2- A primeira camada a ser colocada é uma fina camada de seixo ou pedriscos, para ajudar na drenagem da água;

3- Acima dos pedriscos, espalhe uma camada de carvão ativado, que pode ser encontrado em lojas de agropecuária, o carvão é de suma importância, já que ajuda na filtragem do ar dentro do terrário e evita que odores fortes sejam produzidos lá.


4- Então adicione um solo preparado para suculentas e cactos (mistura de 2 partes de terra para 1 de areia, não utilize areia de praia). Nessa etapa você pode criar desníveis e criar uma dimensão diferente dentro do vaso, analise o formato do vidro escolhido e veja em que posição a composição fica mais interessante.

5- Pedras maiores devem ser colocadas agora e com elas você pode criar os diferentes níveis, imitando a natureza.

6- Escolha os melhore lugares para as plantas e na hora de plantar retire o excesso de raízes delas, cave apenas um pequeno buraco para introduzi-las e a assegure-se que esteja bem firmes.

7- O acabamento pode ser feito com musgo seco, areia colorida ou pode ser deixado ao natural.

8- Adicione água suficiente para umedecer o solo levemente.

9- Coloque o terrário em um local bem iluminado.

10- Monitore periodicamente seu terrário de suculenta e adicione água quando necessário, nunca em grandes quantidades.



O vídeo acima não é de um terrário de suculentas, mas o processo é mesmo na montagem, é incrível como elas montam com tanta criatividade e bom humor. São terrários divertidos que criam cenas em miniatura. Verdadeiras peças de arte e decoração.

terça-feira, 24 de abril de 2012

Visitantes do Jardim

     "Pode até ser que você não goste de insetos ou outros bichinhos no seu jardim, mas pra mim, os visitantes inofensivos são muito bem vindos. Aranhas, pererecas, abelhas, beija flores sempre estão em meio aos vasos, confesso que gosto muito dos que procuram as flores e ajudam na polinização, mas também não me incomodo com aqueles que apenas buscam refúgio. Aqui em Brasília os calangos ou lagartos estão em toda a parte e jardins com seixos e pedras são quase que perfeitos para abrigá-los, acho muito simpáticos esses carinhas. As imagens que seguem no post não são todas minhas e também não tenho todas as fontes, foram colhidas ao longo do tempo e agora vou compartilhá-las".

Beija flores:
As flores de cactus por serem muito chamativas são ótimas para atrair os beija flores. 
Fonte: Cactus & Succulents Society of America.
Cactus cabeça de frade. Fonte: Cactus & Succulents Society of America.
Alguns vem pra ficar a temporada.
Inflorescência de alguma aloe.
Lagartos e lagartixas:
Foto: Mark Laita.
Lagartos adoram ambientes de jardins semi áridos. Foto: Ashley J. Gittins.





Abelhas e zangões:
Parou pra descansar.
abelhas estão aí pra isso mesmo, flor de rosinha do sol (Aptenia cordifolia). Foto: David Lev.
Foto: Paracelsus (gardenweb.com)

Borboletas:
Foto:  Martin Heigan.
Borboletas de todas as cores e tamanhos.
Grilos: 
Grilo em uma crassula. Fonte: Wikimedia.
Joaninhas: 
Sabe da importância das joaninhas? clique aqui!

Moscas:
Tudo estava indo bem, até elas aparecerem? talvez não, as suculentas do gênero Stapelia são as suculentas com flores mais generosas, na verdade de inacreditável beleza e diversidade, e por trás de tanta beleza, essas mosquinhas verdes acabam surgindo e por ali ficam dias, mas nada que seja desagradável, são apenas parte da natureza das stapelias.

Foto: Martin Heigan.
Mais uma inacreditável flor de stapelia, com sua polinizadora.
Pererecas e sapos:
Também são injustiçados e chamados de nojentos, mas na verdade, apenas buscam refúgio em meio aos vasos, quem não ia querer morar num canteiro de suculentas???
Foto de: Laurie McAndish King (Novato, CA).
Aranhas:
Mais uma vez não há motivo para pânico, na grande maioria são inofensivas, e apenas buscam outros insetos de menos porte. São simpáticas!
Foto: Gathan Beaga (gath.co.nz)
Foto: herbalistics.com.au

Animais domésticos:
Vivem passeando pelos canteiros, nunca tive problemas com meus cachorros, andavam até com certo cuidado entre as pedras, mas é claro que devem haver cachorros malucos e destruidores de jardins, não tem solução, chama o encantador de cães!!!

Fonte: mooseyscountrygarden.com

Foto: Debra Lee Baldwin.
Quer uma dica? 
O inimigo nº1 dos canteiros de suculentas são os coelhos, por trás daquela fofinha aparência se escondem verdadeiros predadores vorazes que comem sem parar e mastigam até os talos, mantenha os coelhos longe de seus canteiros. Coelho nunca mais!!

Não achei nenhuma imagem de coelhos com suculentas para ilustrar, vai ver não sou só eu que acha que coelhos e suculentas não combinam.

CRÉDITOS E DIREITOS AUTORAIS DE IMAGENS

A grande maioria das imagens utilizadas no blog não são de minha autoria, SEMPRE que encontro, disponibilizo os créditos nas imagens.
Infelizmente, muitas delas quando encontro, são cópias das cópias, e já não possuem os devidos créditos e direitos.
A única finalidade desse blog é a DIVULGAÇÃO e COMPARTILHAMENTO de imagens das suculentas, para uma popularização no Brasil dessas plantas que são incrivelmente resistentes e tão utilizadas ao redor do mundo.
Se você se deparar com uma imagem de sua autoria ou a qual possua os créditos, por favor entre em contato comigo pelo e-mail lidianepaisagista@gmail.com, para reparação correta com a colocação da sua autoria ou para a retirada da imagem do blog.